Notícias Gospel

Pastores são convocados para missão de paz no Haiti

Pastores são convocados para missão de paz no Haiti
Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Durante os esforços para combater as gangues no Haiti, o presidente do Quênia, William Ruto, adotou uma estratégia inovadora ao recrutar pastores evangélicos como intermediários entre ele e as comunidades haitianas.

Receba Estudos no Celular!

Antes do início da missão de paz no final deste mês, os pastores realizaram reuniões nos Estados Unidos com haitianos, parceiros evangélicos, autoridades do governo americano e até mesmo com um líder de gangue do Haiti, Jimmy “Barbecue” Cherizier. Esse movimento visa estabelecer laços e compreensão com as comunidades locais, contribuindo para evitar erros comuns em intervenções estrangeiras no Haiti.

Serge Musasilwa, um pastor no Quênia envolvido nessa ação, é reconhecido por seu trabalho em resolução de conflitos na República Democrática do Congo e em diversos países africanos. Ele destacou a importância da fé nesse processo, afirmando que acredita que Deus usará essa iniciativa para ajudar.

Essa abordagem, conhecida como “Diplomacia da Fé”, demonstra o comprometimento do presidente Ruto e sua esposa, Rachel, com a missão, que conta com o apoio de líderes religiosos para promover iniciativas sociais. A fé pública do casal se reflete na busca por uma “solução espiritual” para o Haiti, como explicado por Rachel em março.

Além disso, o envolvimento dos pastores quenianos na política haitiana fortalece os laços com os EUA, principal financiador do projeto, conforme destacado por Pete Inman, empresário americano próximo aos Rutos. A missão incluiu estratégias elaboradas durante reuniões nos EUA e no Quênia, visando abordar questões de lei e ordem, situação humanitária, liderança política e aspectos espirituais.

Durante encontros nos EUA, os pastores se reuniram com líderes de gangues haitianas, incluindo Barbecue, buscando uma resolução pacífica para o conflito. Apesar dos desafios práticos, Musasilwa e Julius Suubi enfatizam que os problemas do Haiti são, em sua essência, espirituais, destacando a influência do Vodu, crença predominante em parte da população haitiana.

Essa abordagem inovadora, que combina aspectos religiosos e estratégicos, busca não apenas combater as gangues no Haiti, mas também promover uma paz duradoura e trabalhar para solucionar questões espirituais profundas que afetam o país.

Hotel em Promoção - Caraguatatuba